sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Interação grupos 4 e 3A – Professoras Nivia e Josiane

Na tarde de sexta-feira dia 12 de agosto levamos os grupos 4 e 3A para uma interação no campo de areia ao lado da creche. Sucata, brinquedos e bola foram os materiais disponibilizados para as crianças interagirem e criarem novos enredos para suas brincadeiras em um espaço diferente. Desde o primeiro semestre temos feito propostas diversificadas para a sexta-feira afim de que se torne um dia diferente e significativo as crianças. Na sexta-feira o grupo 4 participa do projeto Natação em um período e, no outro turno, interage com outros grupos como o que ocorreu nesta proposta citada. 






Com certeza foi um dia para viver plenamente a infância no contexto da creche.
Registro: Professora Nivia

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Interação: Talentos Artísticos em Ação.

Data: 08/08/2016 - 2°feira
Objetivos: 

*Promover a interação entre as crianças de diferentes faixas etárias;
*Oportunizar diferentes formas de explorar talentos artísticos de crianças e adultos;
*Estimular a criatividade e despertar o gosto artístico nas crianças.
Em relação a organização dos espaços, todas as professoras envolvidas se empenharam para fazer uma interação significativa para as crianças, participaram junto com as crianças em outras oficinas desenhando, modelando e dançando. 
Também não foi possível fazer o espaço  da geleca, pois  ficou muito caro a compra dos ingredientes.
O espaço da massinha foi feito na sala do G4/5B e não no Ateliê, pois estava chovendo e as crianças iriam se molhar para chegar no espaço.
A interação aconteceu apenas no período matutino, devido a adesão parcial do grupo de funcionárias a greve.



 Registro professora Cristiane- Grupo 4/5A.
Espaço do carvão.
No espaço do carvão as crianças foram entrando com certa desconfiança, pois era a primeira vez que estariam participando de uma proposta diferente do que estão acostumadas. Como tudo que é novo sempre nos causa um pouco de receio!
  Junto veio o dúvida de sujar as mãos, algumas crianças chegavam e ficavam apenas observando o que outras estavam fazendo, conforme foram sentindo confiança, e visualizando a produção e vivencias das outras crianças no espaço, se sentiram encorajadas a participarem.
 Cada criança da sua maneira representou sua singularidade ao criar, pois não existia nenhum padrão!








 As crianças demonstraram desenvoltura ao fazer traços e desenhos livres, se deixando levar apenas por sua imaginação criativa.
A música também teve influência para que as mesmas se sentissem livre no espaço para desenvolverem sua criatividade, algumas com orientação da professora se deitaram em cima do papel e começaram a fazer movimentos aleatórios de acordo com a música.
Outras crianças pintaram bem fortes para que sua mão ficasse completamente suja de carvão, e dessa maneira carimbavam suas mãos no papel.

Alguns traços foram tão fortes que chagavam a rasgar o papel, mas a todo o momento o que se percebia era a experimentação das crianças, fazendo traços longos e curtos, utilizavam as duas mãos para realização da pintura na vertical.
Os grupos pequenos também fizeram parte da proposta se sentiram tão a vontade que chegavam a deitar no chão para fazer seus desenhos, traços, pinturas...



 Nesse momento foram criadores de suas próprias técnicas, como foi o caso de uma criança que passava diversas vezes o carvão no papel para que ele pudesse pegar o resíduo que soltava do carvão para carimbar algumas partes do papel. E assim expressar seus sentimentos por meio da arte.
Alguns realmente só observaram ou caminharam por cima dos traços que foram registrados no papel.





Registro professoras: Lidiane, Cleide, Josiane, Marcele e Rosângela.
Espaço da música e fantasia.

Os Grupos 3A e 3B reuniram-se para organizarem o espaço que aconteceu na sala do Grupo 3B.
A sala foi organizada com luzes coloridas, fantasias, perucas, tiaras e muita música! O espaço foi muito procurado pelas crianças e ficou superlotado inicialmente. Aos poucos as professoras sugerindo que as crianças explorassem os outros espaços e, desta forma foi acontecendo.
 As fantasias e acessórios foram muito explorados e as crianças demonstraram prazer e alegria em dançar fantasiadas. Foram momentos muito divertidos!

Registro professoras: Maristela e Mirela.
Espaço da  pintura com tinta comestível.
Registro grupo 4. 

As crianças têm suas próprias impressões, ideias e interpretações sobre a produção de arte e o fazer artístico. E suas construções são elaboradas a partir das experiências que elas trazem e carregam ao longo da vida. Elas exploram, sentem, agem, refletem e elaboram sentidos de suas experiências. A partir daí constroem significações sobre como se faz, o que é, para que serve e sobre outros conhecimentos a respeito da arte. É no fazer artístico e no contato com as tintas e com os pincéis que a arte visual poderá começar a ter significados...
A sala do Grupo quatro foi preparada na interação de hoje com a proposta do “Espaço da Pintura com Tinta Comestível”. As fotos falam por si só... as crianças fizeram a festa com as tintas. Percebeu-se que foi um espaço bastante apreciado pelos pequenos, tanto que, alguns chegavam e pintavam suas “Obras de Arte”, e em seguida retornavam à sala querendo pintar novamente. As tintas foram preparadas com materiais comestíveis e ficaram com uma excelente textura. 
A Eduarda (G:4) falou:- Professora, que linda ficaram essas tintas! Eu amei a cor de rosa! 
Apesar de não terem vindo muitas crianças, a nossa manhã foi bem divertida e  produtiva!


Espaço massinha de modelar.
Professora auxiliar: Marinete 
Registro grupo 4/5 B 
O movimento na sala da massinha se deu de forma tranquila, as crianças iam chegando e se aconchegando nas duas mesas na qual continha massinhas de modelar e brinquedos como palitos, pratos, potes, figuras de estrelas e outros, enfim elementos para instigar as crianças em suas produções artísticas. Pela sala perpassou varias crianças dos demais grupos. Foram muitas as produções, fizeram minhocas, corações, estrelas, chapéus, bolinhas, bolos e muito mais. Tínhamos quatro opções de cores,  porém o rosa foi o mais escolhido, mas teve quem disse que rosa era de menina. (duas das cores não foi possível usar ficou muito mole) ficando apenas a rosa e verde.


A menina (E) disse que brincou de massinha e dançou muito no baile porque nas outras salas era desenho e ela não queria desenhar, com essa fala duas colegas de (E) concordaram dizendo: eu também não quis desenhar . No entanto teve quem relatou que foi em todas as salas e gostou.
Durante toda a interação o nosso espaço foi visitado e aproveitado para brincar, experimentar e criar.


sexta-feira, 15 de julho de 2016

Brincar e movimentar-se

Realizamos nossa festa com as crianças tendo como foco a interação, a brincadeira e o movimento. Neste dia foram disponibilizados brinquedos infláveis, cama elástica nos espaços externos. No hall foi ofertado o espaço baby com piscina de bolinha e escorregador.
O espaço baby foi bastante disputado, pois não foram apenas os bebês que brincaram neste espaço. Crianças de outras idades interagiram com os bebês se jogando na piscina de bolinhas, subiam e desciam do escorregador estimulando os pequenos a superarem os obstáculos. No entanto, alguns bebês sentiam desconforto e choravam devido ao movimento de pessoas e a música, que ora os agradava e ora não era tão interessante.


Brinquedo inflável foi a sensação. As crianças exploravam o centro do brinquedo que permitia as crianças pularem desafiando a gravidade e o equilíbrio corporal, sentindo a textura. Alguns em pé pulavam enquanto que outros apenas aproveitavam o impacto do movimento no brinquedo. O escorregador finalizava o desafio onde as crianças desciam em pé, deitado, sentado... No início sentiram dificuldade em entender e recomeçar a brincadeira, pois era necessário contornar o brinquedo e dirigir-se a fila para iniciar outra vez...


A maquiagem e a pinturinha deram um toque especial ao dia em que a brincadeira e a imaginação fizeram parte da infância das nossas crianças.

A cama elástica proporcionou a interação entre irmãos, amigos, parentes, vizinhos... que de mãos dadas ou apenas pulando impulsionou os movimentos, o equilíbrio, a brincadeira e a alegria da partilha, do encontro.
A sensação de liberdade instigava algumas crianças a explorar vários movimentos no centro da cama elástica, enquanto que outros preferiam sentir-se seguros junto a tela que contornava a base do brinquedo e, aos poucos iam criando novas brincadeiras de mãos dadas com as professoras, os amigos, construíam a sincronia dos movimentos.



O brinquedo inflável pequeno também proporcionou desafios e a diversão estava garantida, pois ambos precisavam de concentração e equilíbrio corporal.

Outros espaços também foram oferecidos como o da música e da dança, envolvendo adultos e crianças que partilharam a alegria da música em movimento...
O que não podia faltar: uma alimentação a altura do dia hiper, mega divertido. Nossa cozinheiras preparam um cardápio todo especial em um espaço cuidadosamente preparado para receber nossas crianças, numa partilha deliciosa entre adultos e crianças...
E assim encerrou-se a festa como o fechamento de um ciclo de muitas alegrias, aprendizados. Sentiremos saudades de nossos pequenos que durante duas semanas irão ficar com seus familiares durante o recesso escolar.  Mas, teremos a alegria do encontro no dia 01/08.
A comunidade Idalina, nossos agradecimentos pelo envolvimento, comprometimento e sucesso de mais uma proposta!!!

O Corpo brincante em movimento na Creche Idalina Ochôa.

A  17ª Festa de Integração com as famílias aconteceu no último dia 09/07/2016 com o tema o Corpo brincante em movimento na Creche Idalina Ochôa. Iniciamos nossa manhã com  um delicioso café preparado com muito carinho pelas nossas cozinheiras.

 O brechó foi bastante visitado. Afinal de contas,  o que não usamos mais pode ser útil para outras pessoas.
 Durante o café e a abertura do evento tivemos a participação do nosso amigo João alegrando o ambiente com suas músicas. João é deficiente visual, tem a habilidade de cantar e encantar a todos com a suavidade de sua voz e com alegria que demonstrou em estar participando de nossa festa.

 A amarelinha e o caracol pintados no espaço externo da creche pelas professoras readaptadas Cristiane e Luciana era um convite a brincadeira. Crianças e adultos aproveitaram o momento para movimentar seu corpo de maneira lúdica.

 Cada grupo explorou ao longo do semestre uma modalidade esportiva, proporcionando inúmeras vivências e ampliação de repertório as crianças. O esporte foi apresentado como uma forma de movimentar o corpo, brincar com suas infinitas possibilidades, sem enfatizar a competição. As apresentações dos grupos de crianças preparados pelas professoras encantaram a todos. Os familiares também fizeram parte, dançando com alegria junto aos filhos.
O G4 explorou a dança, por isso dançou ao ritmo da música Ai bota aqui ai bota ali seu pezinho.

 O grupo 4/5 A explorou a dança rítmica encantando a todos com a coreografia apresentada.

 O grupo 4/5 B explorou a modalidade esportiva tênis. Também trouxe para a apresentação a suavidade da música Borboletas de Vinicius de Morais.
 O G6 apresentou uma roda de capoeira com desenvoltura e habilidade nos movimentos crianças e adultos encantaram a plateia.

 Tivemos vários espaços organizados com jogos gigantes construídos pelas crianças e pelas professoras ao longo do semestre. Estes proporcionaram momentos de encontro e reconhecimento das regras da brincadeira.
 O dominó, jogo de varetas,jogo da velha, boliche foram algumas das opções.




 Movimentar o corpo e se divertir ao mesmo tempo foi a proposta da zumba, que agradou adultos e crianças no ritmo latino.

 O judô também atraiu a participação das crianças. O sansei Glauber e Fernanda coordenaram a proposta desta arte marcial japosa.

 E no campinho de areia não podia faltar a partida de futebol. Os times se organizaram e foram brincar com a bola, movimentando seu corpo.

Também não podia faltar o espaço da beleza. Diana nos presenteou com cortes de cabelo, repaginando o visual. Após movimentar o corpo é importante "dar um trato no visual". As professoras também proporcionaram a oficina de pintura de rosto/mão as crianças.

Nossa festa foi um sucesso!!! Mais uma vez a comunidade Idalina Ochôa se encontrou, se divertiu, brincou. Agradecemos imensamente a tod@s que colaboraram para que nossa festa se concretizasse. E teremos outras em breve. Obrigado!